Tratamento de canal

O que é o tratamento de canal?

É o tratamento da raiz dentária que visa manutenção do dente em boca. 

É removida a polpa dentária inflamada ou necrosada, e o espaço resultante deve ser limpo, desinfectado e preenchido para que seja vedado, evitando a proliferação de novas bactérias.

Vantagens do tratamento de canal e porque realizar na Dermond

Sessão Única

Na dermond, com a modernidade da técnica, é possível realizar em apenas uma sessão.

Experiência

Há mais de 7 anos especialista na área e no sistema mecanizado.

Sistema Automatizado

Tratamento realizado de forma mecanizada, utilizando aparelho especial, reduzindo o tempo e número de sessões.

Localizador Apical

Aparelho para medição do comprimento do canal radicular, trabalho com maior precisão e diminui o número de radiografias.

Manutenção do dente em boca

O tratamento de canal é a última possibilidade de manter o dente em boca quando acontece um processo de inflamação irreversível ou infecção.

Manter estética gengival

Como é feita a preservação da raíz dentária, osso, protege a estrutura do dente e ajuda a manter a estética gengival.

Dúvidas frequentes

Quando é indicado realizar o tratamento de canal?

Normalmente quando há inflamação ou necrose dos canais radiculares, isso acontece devido a fraturas, traumas, cáries ou até mesmo grandes recessões. O tratamento também pode ser uma indicação preventiva em caso de algumas cirurgias ou preparos muito extensos onde teriam um contato muito próximo ao nervo.

O procedimento dói?

Muitos pacientes tem essa insegurança e medo, mas com a evolução das anestesias e técnicas, o procedimento se tornou mais confortável pela agilidade, diminuição de número de consultas e indolor.

Em quantas sessões é feito o tratamento?

Na grande maioria dos casos é possível realizar em uma sessão, mas dependendo o tipo de infecção ou inflamação, se faz necessário uso de medicação intracanal.

E se eu não realizar o tratamento de canal?

Se o tratamento não for feito, a infeccão persiste, podendo se estender para a região do periápice (além da ponta da raíz), causando reabsorção óssea, formação de granuloma e cistos, além da possibilidade de afetar os dentes adjacentes.